quarta-feira, 3 de maio de 2017

Prova da I Unidade (Turma 1ºE Vespertino)

Escreva um texto dissertativo, com o mínimo de 25 linhas, explicando o que é uma cidade-Estado, expondo também, as outras formas de organização política e social dos povos mesopotâmicos.





PERÍODO: 12/05 - 14/05.

OBSERVAÇÕES: Não será aceito postagem fora do prazo, assim como também, cópias da internet, livros ou revistas. O objetivo desse trabalho é fomentar a produção textual, e não colagens de trabalhos alheios.
Vale lembrar, que no Brasil, plágio é crime!

Valor: 04 pontos.

11 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Cidade-Estado e as formas de organização politica e social dos povos mesopotômicos

    Viver em uma cidade cujo o seu governo seja autônomo e independente de outros governos, onde os governantes é quem determina as leis dentro dela é chamado cidade estado.
    A cidade estado existem desde a antiguidade, a mais famosa entre elas eram atenas,Esparta e Tebas,essas cidades ficavam dentro da Grécia mais funcionavam de forma independente, elas tinham seu próprio regime político e suas leis. essas cidades se mantém sem precisar de outros povos, atualmente,existe algumas cidades que viraram pequenos "Paises"e são consideradas Cidade-Estado como por exemplo:
    O Vaticano onde quem governa é o Bispo de Roma o Papa.
    A mesopotômia possuía um expressivo conjunto de Cidade-estado,essas civilizações que ocuparam a antiga mesopotômia eram organizadas em uma estrutura social, ou seja;havia uma divisão entre ricos e pobres. existia nessa época quem dominava e quem era dominado. Os que dominavam eram os governantes,sacerdotes, militares e comerciantes já, os dominados eram os componeses,pequenos artesãos e escravos (normalmente presos de guerra).
    Os dominantes eles detinham o poder em quatro maneiras bem básica, com riqueza,política,militar e saber, o poder maior era do Rei pois ele tinham todos esses poderes em suas mãos, os dominantes não eram considerados um Deus, mas, eram representantes dos Deuses.
    Porém, os dominados eles plantavam e colhiam.tudo que eles produziam eles tinham que consumir, viviam da sua própria produção.
    So que como até hoje quem comanda é quem tem mais poder, então infelizmente eles eram obrigados a entregar a sobra da produção ou do que eles colhiam para consumir, para os dominantes.
    Aqui no Brasil não temos Cidade estado, porém em minha opinião a coisas da antiguidade, não é diferente da nossa realidade hoje, se formos analizar, aqui no Brasil manda quem tem mais dinheiro e São esses que vam tapando a boca dos poderosos sustentando um rio de corrupção e falcatruas e nós trabalhadores, honestos que pagamos por isso.
    Pós chamo o Brasil de mesopotômia, lá eles tinham leis. Mas ao falar de ispertesa e se aproveitar dos mais fracos vejo em minha opinião que são igualzinhos.
    Aqui também tem leis, mais muitos delas não saí do papel, já na época na Cidade -estado leis tinham que ser cumprida, do contrário tinham que pagar seu preço.
    Componentes:Riane Faele Matias Lima Santos
    Tiago Adorno Da silva
    Yasmim Dos Santos sacramento
    Leon Fagner

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. -Cuidado com a organização textual e com a ortografia.
      -Faltou explicar quais eram as outras formas de organização política e social na Mesopotâmia.

      http://monografias.brasilescola.uol.com.br/historia/mesopotamia.htm

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. As Cidades-Estados e Seus Aspectos.
    Os sistemas de governos centrados num aspecto social comum dos povos, denominado cidade-estado, eram majoritários á época arcaica , e organizou muitas das sociedades da antiguidade.
    Autocentradas, as cidades-estados definiram o cerne político de muitas civilizações, quando de seu nascimento á parte de seu desenvolvimento posterior. Compartilhando de características comuns, desde aspectos sociais e hierárquicos, até aspectos religiosos e culturais, era organizadas estas cidades com seus cidadães, formando sociedades homogêneas, geralmente governadas por um monarca, ou uma casta dominante, que organizava e regia a cidade com leis soberanas, inerentes não a um centro político da região em que pertenciam, mas sim da soberania própria daquele conjunto de características . A Exemplo disto, ás cidades-estado mesopotâmicas de Uruk e Ur, entre outras.
    A soberania mesopotâmica quase sempre via-se disputada por guerras, embora compartilhassem de algumas semelhanças culturais, estas cidades-estados diferiam em alguns pontos, o que quase sempre terminava em vias de fato, seja por motivos políticos e até,ou culturais, a exemplo da relação dispare entre Atena e Esparta, cujo governo democrático contrastava quase sempre com a disciplina militar e hierárquica da irmã grega.
    Com a expansão e o crescimento militar e econômico destas cidades-estados, foi-se dando lugar a uma nova forma de governo, que com regência imperial, unificou as cidades-estados transformando-as em grandes impérios ,como o Império de Hamurábi,
    que após anos de conflito unificou as cidades-estados babilônicas e cujo código ficou famoso por seus 280 artigos, o tão conhecido como código de Hamurábi, (ex. a lei de talião do ‘’olho por olho, dente por dente’’, que punia o transgressor com o mesmo ato a qual este cometerá),e estendendo sua constituição á toda região dominada, alterando significamente a existência desta organização, que agora eram sujeitas aos domínios imperiais de um centro político, cujo Imperador, soberano em seu poder, reinava a toda a região, influenciando culturalmente e religiosamente muitas das cidades conquistadas, promovendo um ‘’intercâmbio’’ cultural de assimilação mútua ,muita das vezes, a exemplo das tribos itálicas, que quando conquistadas, deram origem á cultos nacionais que representariam a todo o império, como o culto ao fogo sagrado das Virgens Vestais de Roma, tradição instituída pelo imperador sabino Numa Pompilio, que adornou a casa de todos os cidadãos romanos, agora então, unificados. Alexandre , o Grande, porém, foi famoso por permitir que os conquistados continuassem á manter sua soberania cultural mesmo após conquistados.
    Com o surgimento de Impérios e repúblicas aristocráticas, que estendiam seus domínios, transformando as cidades-estados em colônias, deu-se lugar a uma nova forma política de administrar nações, que eram sujeitadas ao domínio militar, religioso e social das nações dominantes, que subjugara a muitos, as tribos e cidades-estados, passando estes a pertencer ao centro político do Império tão somente.
    Na era moderna, ainda restam poucos exemplos de cidades-estados, como o Estado do Vaticano, que após o tratado de Latrão, passou a não pertencer mais ao Reino da Italia, mas ao Papa, e também a cidade-estado de Singapura.

    Alunos; Elias,Daiane,Luisa,Joice,Bianca, Ruan e Danrley.

    ResponderExcluir
  6. Cidade-estado
    O caso mais famoso de cidade-estado é na Grécia antiga,sempre que a gente tem o controle completo do governo, como se ele fosse um país independente essa cidade ela é uma cidade-estado .mas cada cidade é independente uma da outra ,o que da unidade há um povo não é apenas o poder político então por exemplo: o caso da Grécia as cidades compartilhavam a mesma religião, a mesma língua então a gente tem uma serie de elementos culturais que dão unidade a esse povo.o caso da mesopotâmia a babilônia nesse império todas as leis são da babilônia .as outras cidades não tinha título de parte de um reino,mas eram conquistas daquela cidade que vai ser mais desenvolvida ,a cidade que vai mais crescer. Ainda existe alguma cidade estado hoje em dia por exemplo Mônaco ele é um país de uma cidade.cada cidade tem suas leis, seu exército um reino diferente de uma cidade estado por que temos um poder centralizado, no caso tem o monarca que governa sobre toda a religião, várias cidades obedecendo as leis de uma pessoa só.
    Os povos mesopotâmicos tinham uma sociedade muito organizada chamadas de cidade estado,e ocupavam os rios tigres e Eufrates. Em todas as cidades tinha um político e religioso que tomavam decisões .a mesopotâmia era governada por um rei que era visto como divindade e por isso vivia em um palácio e tinha escravos a sua disposição. Os mesopotâmicos foram responsáveis pela escrita cuneiforme ,a álgebra teve um grande desenvolvimento com matemática e o sistema de pesos e medidas .os alimentos eram cevada e trigo o linho e o algodão eram plantados,o comércio era a base de troca prosperou ,mais ainda é pobre em metais ,pedras preciosas ,madeira.eles criavam cabras,ovelhas o que completava a alimentação e o comércio do reino.
    A organização politica da mesopotâmia eram sistemas que os políticos faziam para distribuição de terras.os políticos eram sacerdotes e outros, eles criaram um templo para servir como banco e prefeitura para famílias receberem um lote de terras.eles acreditavam em vários deuses .agricultura era muito usada por causa da fertilização.
    Componentes
    Elisama f.Sousa
    Maísa dos Santos Barbosa
    Sabrina Santos da Paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. -O início do texto está muito confuso.
      -Cuidado com a utilização de ponto e vírgula.
      -Não explicou as outras formas de organização política dos povos mesopotâmicos.

      Excluir
    2. -Não atingiu a quantidade mínima de linhas.

      Excluir
  7. - A importância do rio Nilo
    - Desenvolvimento das civilizações na mesopotâmia
    - O conflito entre os rios Tigre e Eufrates
    Os rios Tigres e Eufrates eram um dos mais importantes do oriente-médio pois serviu como modo de sobrevivência para as civilizações mesopotâmicas, o com flito entre civilizações começou devido a má distribuição dessas aguas.
    Os rios serviam para lavar, cozinhar, beber e também era utilizado como meio de transporte naquela época. Passava por lá também mercadorias e pessoas. Era fundamental não só para os mesopotâmicos, mas também para o Irã Síria e Turquia, como a Turquia era mais poderosa, ficou com o poder dos rios, e logo quis construir uma barragem, para possuir mais água, onde os rios Tigre e Eufrates localizavam-se , era uma área de seca e com pouca água, por isso os dois rios foram muito importante e eram a única opção dia mesopotâmicos. As primeiras civilizações daquela época foram criadas pelos antigos povos sumários acádios bem antes de Cristo.
    Os povos sumérios eram responsáveis pela maioria do desenvolvimento, pela drenagem dos pântanos e pelas funções das principais características das civilizações era a escrita cuneiforme, mas eram feitas em placas ou tabuleiros de argila e desse jeito ficava mais fácil para organizar a administração dos Impérios. As civilizações mesopotâmicas no próprio nome é falado, ela foi praticamente construída nessa região mais conhecida com o nome mesopotâmia que vem deixando claro que o atual Iraque na cidade do oriente-médio. Esse nome significa “região entre rios” ou seja por que ele é chamado assim? Porque isso se trata de uma pequena região que está localizada entre os rios Eufrates e tigre. E ainda podemos dizer que existe uma ária que se chama “crescendo fértil” que vai das regiões da mesopotâmia até os vales dos rios Nilo no país do Egito.




    Escola: Estadual professor Edilson Souto Freire
    Data: 14/05/17
    Aluno: Yan Lucas Lima
    Aluna: Ludmilla Lima
    Aluna: Kelly Ribeiro
    Aluna: Suane Boaventura
    Aluna: Aniele Teodoro
    Série: 1° ano F-v

    ResponderExcluir