quarta-feira, 3 de maio de 2017

Prova da I Unidade (Turma 2ºE Matutino)

Escreva um texto dissertativo, com o mínimo de 30 linhas, expondo o contexto histórico que possibilitou as invasões holandesas no litoral brasileiro no século XVII.





PERÍODO: 12/05 - 14/05.

OBSERVAÇÕES: Não será aceito postagem fora do prazo, assim como também, cópias da internet, livros ou revistas. O objetivo desse trabalho é fomentar a produção textual, e não colagens de trabalhos alheios.
Vale lembrar, que no Brasil, plágio é crime!

Valor: 04 pontos.

22 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. A invasão holandesa no litoral brasileiro no século XVII foi um acontecimento que teve um grande marco na historia, no período da União Ibérica, quando Portugal esteve sobre os domínios da Espanha.
    Os holandeses tinham inúmeras razões para invadir o litoral brasileiro, mas uma das principais foi devida o Brasil ter em grande quantidade a cana-de-açúcar, principalmente em Pernambuco que fica no litoral nordestino, com isso despertou interesse nos holandeses o que queriam controlar o açúcar e comercializá-lo na Europa, antes de ocorrer às invasões os holandeses eram os principais financiadores, pode ser um dos motivos que facilitaram a organizarem as invasões.
    Com a Espanha e Portugal sendo governada pelo mesmo rei, a Holanda que era a principal financiadora dos engenhos de açúcar no Brasil não gostou do domínio do seu inimigo, a Espanha, e com isso tornou-se inimiga também de Portugal, como o Brasil tinha como colonizador os portugueses, se tornou também inimiga desta, outro fator que contribuiu para a invasão no litoral foi o interesse de aprender a técnica de plantio dos nativos e escravizados que se encontravam no Brasil para assim poder produzi-las em suas colônias, que em seguida começariam a comercializar e ganhar espaço no mercado europeu.
    Com isso houve uma revolta dos holandeses que procuraram uma maneira de se restabelecer no mercado e assim deu inícios a varias invasões no litoral brasileiro, principalmente na região Nordeste, em especifico Pernambuco, que na época era o maior produtor de açúcar do país, por existir uma rivalidade entre a Coroa Espanhola e Flamengos, ocorre então que os holandeses são impedidos de introduzirem suas mercadorias em terras portuguesas, o que decidiram então levar suas técnicas de plantio do Brasil para seu território e assim dar inicio a expansão marítima de suas mercadorias por toda a Europa.
    Portugal alguns anos depois, retomaria o controle de seu território e governo, porem não valeria mais nada em relação ao controle dos engenhos de açúcar, pois com os holandeses reproduzindo o plantio destes em suas colônias e ganhando lucro com isso, Portugal perderia para sua concorrente, alem de perder lucro, saiu no prejuízo também, e mesmo assim só conseguiram a expulsão dos holandeses das terras do litoral brasileiro com ajuda da Inglaterra.
    A invasão era também sobre uma questão de um assunto político em decorrência das brigas entre espanhóis, franceses e portugueses na Europa e como o Brasil era colônia de Portugal entraram na historia como um ponto estratégico, além do mais tudo isso acelerou a colonização e o desenvolvimento que em breve seria usado por Portugal quando foram expulsos do Brasil.
    O custo do transporte das colônias holandesas era bem menor que o transporte intercontinental do Brasil para Portugal, o que fez com que a cana-de-açúcar perdesse seu prestígio de grande especiaria do Brasil, com isso os portugueses mudaram o foco para a exploração de outros produtos, sendo eles as minas e mais tarde o café.

    Colegio Estadual Professor Edilson Solto Freire

    Professor:Wagner Aragão Teles

    Equipe: Ana Vitoria, Larissa Guimarães, Jaqueline, Gilmara, Mirian, Wesley, Wallison e Janaina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. -Não atingiu a quantidade mínima de linhas.
      -Foi a Espanha que proibiu a Holanda de participar do comércio do açúcar.
      -O texto ficou muito superficial!!

      Excluir
  3. A invasão holandesa no litoral brasileiro no século XVII
    O Brasil na época colonial teve em grande abundância a produção de cana-de-açúcar, entre outras especiarias, mas esse foi o principal interesse de alguns países europeus, pois significaria um grande lucro em seu grande continente, isso possibilitou as invasões holandesas no país.
    A união de dois grandes países europeus depois da morte do rei de Portugal acabou proporcionando uma crise neste, a Holanda acabou se interessando pelas produções brasileiras e queria fazer delas, benefícios para ganhar lucros por toda Europa, sendo assim, as invasões foram realizadas por volta do século XVII com esse sendo o principal objetivo, adquirir a produção de um dos principais recursos utilizados em todo o mundo para poder comercializar.
    Foi o pior conflito realizado na colônia, Pernambuco a principal região brasileira onde tinha essa enorme concentração de açúcar foi invadida por tropas holandesas, por ser também uma região com um desenvolvimento muito elevado em riquezas e nesses bens naturais, estes tinham também interesses em outras produções como, por exemplo, o algodão que levariam para a Europa onde poderiam ser usadas na fabricação de vestimentas que tinham um consumo muito grande no continente.
    Com isso a Holanda se tornaria a maior exportadora de mercadoria da Europa, o que dariam a eles um grande reconhecimento, porem eles não conseguiram, pois foram impedidos por tropas européias e de origem africana que se encontravam presentes no Brasil, com isso os holandeses tinham o objetivo de adquirir sua independência em seu pais também, e sendo assim conseguiram depois da sua expulsão da costa brasileira e a restauração da coroa portuguesa.
    A intriga dos holandeses com os senhores de engenho, fez com que eles tivessem o interesse de aprender um pouco sobre as plantações de algumas especiarias, depois de um tempo acabaram tornando-se maiores produtores de açúcar do que o Brasil, pois o objetivo era controlar a produção de açúcar e realizar exportações por todo o mundo, essa movimentação toda se dava por que a Espanha obteve certo domínio de Portugal sendo que a Espanha estava com uma grande expansão nos seus negócios, a Holanda também estava enfrentando uma crise assim como Portugal. Os holandeses também dominaram o mercado de escravizados africanos o que beneficiou ainda mais na produção das mercadorias dos holandeses.
    Portanto os holandeses foram expulsos da costa brasileira, adotando meios de produções que aprenderam no seu território mais tarde, este evento também contribuiu para a independência destes e a crise na Holanda foi deixada de lado após alguns anos mais tarde.

    Colegio Estadual Professor Edilson Solto Freire

    Professor: Wagner Aragão Teles

    Equipe: Jose Hebert De Magalhães Moura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. -Não atingiu a quantidade mínima de linhas.
      -O texto não explicou a relação da Espanha e da Holanda nesse contexto.
      -

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Invasão holandesa é o nome normalmente dado ao projeto de ocupação do nordeste brasileiro pelos Países Baixos durante o século XVII. Na verdade, tendo sido intentado pelos Países Baixos, o nome correto deveria ser "Invasão neerlandesa No século XVI, a Holanda estava sob domínio espanhol. As invasões holandesas ao nordeste brasileiro se deram quando a Holanda se tornou independente da coroa espanhola em 1581, com a criação da República das Províncias Unidas. O ocorrido levou o então atual rei da Espanha, Filipe II, a obstar o comércio de suas colônias com a Holanda, impondo-lhes assim, um bloqueio econômico, o que foi bastante nocivo à economia holandesa, já que entre essas colônias estava o Brasil Motivos da invasão holandesa no Brasil primeiro motivo foi a união ibérica que e basicamente o momento que vai de 1580 a 1640 em que o Rei da Espanha e o mesmo de Portugal, Segundo motivo e a emancipação dos paises baixos, O principal motivo da invasão holandesa era continua tendo lucro com a comercialização do açúcar , que antes dos fechamntos dos portos em 1621 os holandeses eles tinha uma aliança com a Espanha apesar serem rivais, com a Holanda investindo muito na produção de açúcar principalmente no nordeste do Brasil e que não houve outra possibilidade a não ser invadir o território brasileiro.
    O Brasil sofreu 2 invasão holandesas a primeira foi em 1624, contando com uma frota de 26 navios e 500 canhões atacando a cidade de salvador, que na época era o centro administrativo da colônia. Mas, um ano após sua chegada foram expulsos, sem grandes dificuldades. Na segunda tentativa em 1630, Dessa vez em Pernambuco os holandeses conseguiram conquista as vilas de Olinda e Recipe.E com a invasão dos holandeses os senhores de engenho começa a perde seus escravos que fugia para o interior do Brasil e formaram os Quilombos.
    Os fatores comerciais entre Portugal e holanda de algumas forma eles se integraram a chegar no ponto econômico holandesa chegando a depender do suprimento regular no açúcar brasileiro. Foi certamente está individualidade e interesse dos países mais baixos pelo Brasil que acabou levando eles aos ataques, como a Bahia em 1624 e Pernambuco em 1930. É visível que bem antes da comunhão de Portugal à coroa espanhola, os países mais baixos junto a Portugal mantinham um forte comércio. Os holandeses se materam forçados a ter que ir buscar abastecimento nas colônias ibéricas. Neste tempo, a holanda passou a ficar mais interessada pelos gêneros levados pelo Brasil. Calabar que lutava com os portugueses percebeu que e guerra estava sendo prejudicial aos engenhos decidiu ouvir os holandês que não queria conquista território e nem impor religião e sim ajuda a reconstruí os engenhos, e compra o açúcar mas caro do que os portugueses que o mas caro para ele era muito mas barato do que compravam dos português e assim Calabar mudou de lado não por traição mais pra ajuda seus engenhos E a ali resistiram e estabeleceram o controle de uma extensa parte do litoral brasileiro que ia de Sergipe ao Maranhão A campanha das índias ocidentais que era um tipo de empresa privada para começa a comercializa, refina, e distribui pela Europa, que nomeou um governador para administra o domínio recém conquistado ,que ficou conhecido como o Brasil-holandês, o reinado durou cerca de 24 anos o objetivo dos holandeses era comercialização do açúcar e obter lucro. O açúcar produzido nessa região tinha um menor custo de produção devido, entre outros, à isenção de impostos sobre a mão-de-obra (tributada pela Coroa portuguesa) e ao menor custo de transporte.Sem capitais para investir, com dificuldades para aquisição de mão-de-obra e sem dominar o processo de refino e distribuição, o açúcar português não consegue concorrer no mercado internacional, mergulhando a economia do Brasil em crise que atravessará a segunda metade do século XVII.
    Equipe: Thayna,Natália, Aderlan, Lucas,Jeferson , Wendel , Layla , Fernando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://pt.wikipedia.org/wiki/Invas%C3%B5es_holandesas_no_Brasil

      https://educacao.uol.com.br/disciplinas/historia-brasil/invasao-holandesa-portugal-perde-pernambuco-para-holanda.htm

      http://www.mundovestibular.com.br/articles/1146/1/INVASAO-HOLANDESA-NO-BRASIL/Paacutegina1.html

      Excluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Contexto histórico que possibilitou as invasões holandesas no litoral brasileiro no século XVII.
    Para que nós entendamos os motivos que possibilitou as invasões holandesas no litoral brasileiro, vamos ter algumas considerações sobre a época em que Portugal estava sob o domínio espanhol. A Espanha praticamente incorporou Portugal em todo seu território. Depois de um tempo, Portugal se estabeleceu com parte das relações comerciais, daí passaram a financiar a produção do açúcar no Brasil.
    Em 1621, criaram a companhia das índias ocidentais o que era uma empresa criada pela Holanda para avaliar a comercialização do açúcar brasileiro, com objetivo de possuir á força o comércio do açúcar que era produzido no Nordeste do Brasil — Basicamente era uma companhia holandesa que procurava obter o maior lucro possível contava com uma boa marinha e uma exercito particular, fundavam e ocupavam zonas só por interesses comerciais —
    Foi aí que em 1624, invadiram Salvador, o que foi a primeira invasão. Quatro anos um pouco mais tarde conseguiram conquistar Olinda, e um pouco mais depois Recife. Durante a ocupação holandesa, Recife virou um grande polo econômico. Por meio de 3 décadas, o Brasil ficou sob o domínio holandês.
    As capitanias antigamente não tinham muito contato, a capitania mais importante era a de Pernambuco, por causa da comercialização e exportação do açúcar. Os holandeses investiram em engenhos com base na comercialização do açúcar.
    Em 1637, Maurício de Nassau que era o conde, chegou ao Brasil, e trouxe com ele alguns artistas e cientistas, que poderiam estudar o poder que haviam nas terras. Maurício tinha uma boa visão sob o nordeste e ele era bem nobre, apaixonado por ciências e artes, e ele mudou toda a história das capitanias de Pernambuco. Por mais que nem todos avistassem o que ele fez por Pernambuco dessa forma, porém ele tornou a economia mais dinâmica, e com a cidade de Maurícia (foi o apelido dado a Recife. A cidade já existia, mas passou por muitas transformações criadas por Nassau. Foram construídas pontes, diques e canais para ganhar as condições locais, além de edifícios como o palácio de Freeburg, sede do governo de Nassau, e o prédio do observatório astronômico.) Trouxe para Pernambuco um núcleo urbano, cultural. Sem falar também, que Nassau criou o Jardim Botânico no Recife. E fez com que obtesse melhoria da qualidade dos serviços públicos em Recife, investindo na coleta de lixo e nos bombeiros. Houve também redução dos tributos cobrados dos senhores de engenho de Pernambuco.
    Sobre tudo, os holandeses foram obstruídos pelas Milícias dos Descalços – guerrilheiros que tinham o intuito de fazer oposição às invasões. –O conde Maurício de Nassau, militar de nacionalidade alemã foi designado no intuito de consolidar o domínio holandês. A primeira ação prática consistiu em ampliar a área já subjugada instituindo um fidedigno Brasil holandês. Entre suas iniciativas está o alargamento do limite sul da Nova Holanda – nome que recebeu a região conquistada pelos holandeses, e praticamente abrangeu sete das dezenove capitanias do Brasil – até as margens do Rio São Francisco, e a criação do forte Maurício, próximo à vila de Penedo.
    Em 1640, aconteceu um abalo em Portugal, que libertou a este domínio Espanhol; no ano de 1641, Portugal, estando em desavença com a Espanha, optaram por um acordo de dez anos com a Holanda, que em pouco tempo passa a valer também no Brasil. Não havendo mais tentativas de se tomar outras terras, Nassau passou a dedicar-se inteiramente à administração do território brasileiro holandês. Em 1654, após muitos confrontos, finalmente os colonos portugueses - apoiados por Portugal e Inglaterra - conseguiram expulsar os holandeses do território brasileiro. Durante o tempo em que ficaram no Brasil, os holandeses deixaram como legado várias melhorias para o país. A luta contra os invasores contribuiu também para a concepção do sentimento nativista no povo.

    Componentes da equipe: Vitória Santos, Yale Gabriel, Daniel Pimentel, Caio Rafael, Geislane Lima, Natiele Oliveira, Jamile Lima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.infoescola.com/historia/invasoes-holandesas-no-brasil/

      Excluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. A invasão Holandesa no litoral Brasileiro
    A região Nordeste do Brasil sofreu grandes investidas da Europa no sentido de domínio territorial e exploração para o comércio.
    Primeiro os Franceses, que foram expulsos em 1615 e depois os Holandeses se apossando de Salvador em 1624. O objetivo da Holanda era o plantio da cana de açúcar para a produção para o comercio na Holanda. A invasão fazia parte de um projeto apoiado e preparado pela Companhia das Índias Ocidentais.
    Eles chegaram com imponência no Recôncavo Baiano, com uma expedição de 36 navios e quase quatro mil homens. A permanência dos invasores em Salvador durou apenas até o mês de abril do ano seguinte, apesar da força dominante do ano anterior. Brasileiros, apoiados por portugueses e espanhóis foram capazes de expulsar os invasores de Salvador apenas com armas de defesa e alimento suficiente para a viagem de volta à Holanda.
    Uma nova investida foi feita pelos holandeses contra o nordeste brasileiro, desta vez o alvo eram as cidades de Olinda e Recife, capital do estado do Pernambuco, o maior centro de plantio de cana de açúcar no mundo na época. Com uma esquadra de 70 navios e cerca de seis mil homens, dominaram Pernambuco e se entenderam para os estados de Sergipe e Maranhão, e dominaram grande parte da região nordeste por cerca de 20 anos.
    Liderada por Matias de Albuquerque nos arredores de Recife, eram realizadas em pequenos grupos de 10 a 40 homens que atacavam os holandeses e saiam em retirada para um novo combate. Porém alguns senhores de engenho aceitaram a administração holandesa, pois acreditavam que a inserção de capital e uma maior liberdade beneficiária a indústria.
    Pode-se afirmar que a permanência dos invasores por tantos anos no Nordeste, foi possível somente por conta das habilidades do conde João Maurício de Nassau. Ele conseguiu a aceitação dos senhores de engenhos, da população, e usou dos recursos da Companhia das Índias para promover melhorias nas cidades.
    Construiu hospitais, asilos, ladrilhou as ruas, promoveu as Artes e a cultura, e fez a região sob seu domínio experimentar um momento jamais visto nas colônias. A deposição de Maurício de Nassau aconteceu em 1640 com o fim de seu governo.
    Após sua partida, os conflitos foram retomados e no ano de 1654, com apoio de Portugal, os colonos portugueses conseguiram expulsar os holandeses do Brasil. A luta contra os invasores contribuiu para a concepção do sentimento nativista no povo.
    Durante o governo de Nassau, as vilas de recife e Olinda passaram por grandes mudanças, melhorias e um processo de urbanização que mudou completamente a sua paisagem. No fim do domínio espanhol sob Portugal, em 1640, Nassau partiu para explorar a produção do açúcar brasileiro.
    Chegou ao fim do ciclo da cana-de-açúcar na economia Brasileira. Restava apenas Portugal encontrar outras fontes para que pudessem explorar colônia economicamente.
    Os holandeses dominaram o comércio de açúcar, devido ao menos preço causado pela inserção de impostos, enquanto isso o açúcar português não consegue manter um comercio internacional, causando uma crise na economia brasileira. Depois, houve a início de um novo ciclo, que foi a descobertas de riquezas minerais como os metais preciosos na região de Minas Gerais.
    Apesar dos conflitos, os holandeses deixaram um legado de melhorias em várias cidades do Brasil. A exemplo de uma sociedade urbana na cidade de Recife.

    Componentes: Aloísio, Danylo Guimarães, Emely Sarah, João Vitor, Stephanie Gualberto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. -O texto não explicou o contexto histórico que possibilitou as invasões holandesas.
      -Não tratou da União Ibérica e da relação da Espanha com a Holanda.
      -O texto ficou um remendo de fragmentos de alguns sites.

      Excluir
  15. O bloqueio económica imposto pela união ibérica(Portugal/Espanha)motivou
    os holandeses a conquista territórios brasileiros onde a produção de açúcar era abundante;afim de obter a matéria prima em grande quantidade e com um preço inferior ao que era praticado por Portugal.
    Por ser a região com a maior movimento neste setor, o nordeste foi o alvo principal dos holandeses.Após uma tentativa mal sucedida de conquista salvador,tiveram êxito ao conquistar Pernambuco,munidos com recursos saqueados de um navio espanhol.Com a ajuda de calabar um grande proprietário de terras, os holandeses assumiram o controle do setor açucareiro, financiando a reconstrução das propriedades produtoras de açúcar e negociando superiores aos que eram pago por Portugal diretamente com os produtores.
    Porém uma queda no preço do açúcar fez com que os holandeses cobrassem de volta os valores investidos na reconstrução da atividade açucareira.Inconformados a medida colonos, negros e índios uniram para expulsa-los do Brasil dando inicio ao primeiro movimento nacionalista brasileiro.


    Colégio Estadual Professor Edílson souto freire
    Data-14/05/17
    Aluna-Rafaele Brito da Silva
    Série-2EM
    Professor-wagner

    ResponderExcluir